Junho Vermelho 2021

Por OGS SAUDE | 17 de junho de 2021

Olá,

Vamos falar sobre Junho Vermelho? Junho é o mês de conscientização sobre a importância da doação de sangue e o dia 14 de junho é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue pois, em 2014,  a Organização Mundial de Saúde (OMS), decidiu homenagear o imunologista austríaco Karl Landsteiner (14 de junho de 1868 - 26 de junho de 1943), ganhador do prêmio Nobel de Medicina em 1930 devido ao seu trabalho em relação o fator Rh e diferenças entre diversos tipos sanguíneos. Trabalho este que é de gigantesca importância quando conversamos sobre Bancos de Sangue.

E falando em Bancos de Sangue, você sabia que os do nosso país chegaram a menos de 30% da capacidade durante a pandemia do COVID 19? É fato que mesmo antes da pandemia sempre houve momentos com baixas de estoque, como períodos de recesso e datas comemorativas. Mas vale lembrar que mesmo durante a pandemia, quando os procedimentos cirúrgicos eletivos estão cancelados, os bancos de sangue necessitam de níveis saudáveis de estoque na medida em que tratamentos de emergências são necessários e o tratamento do paciente com COVID na Terapia Intensiva necessita por várias vezes de transfusão de sangue.

Os coordenadores médicos de UTI e toda a equipe assistencial da OGS, que está no front de batalha contra a Covid19 desde o início da pandemia, têm acompanhado a situação dos bancos de sangue pelo país com preocupação. E a grande preocupação é que não tenhamos bolsas suficientes para a atender toda a necessidade deste momento. Durante as mais de 43 mil horas dedicadas nos hospitais de campanha, várias foram as vezes que nosso time precisou de suporte dos bancos de sangue para garantir assistência de qualidade aos pacientes.

Junto com tal preocupação vem a percepção da progressiva redução no número de brasileiros que doam sangue. Estima-se que no Brasil apenas 1,6% da população doa sangue. O cenário ideal, segundo a OMS, é que pelo menos 5% realizem doações. A principal razão pela diminuição atual de doadores é o medo da contaminação por Corona Vírus.

Vale lembrar no entanto que durante a pandemia os Protocolos de Segurança que já eram rigorosos, estão ainda mais rígidos. Os centros de coleta ao redor do país adotaram procedimentos mais seguros em relação ao Corona Vírus, que vai desde a utilização obrigatória de máscaras, distanciamento social (de doadores e funcionários) até a higienização rigorosa de todo ambiente. Além disso, vale lembrar que os pacientes passam por questionários e aqueles que apresentam quaisquer sintomas relacionados ao Covid19, ou que tiveram contato com casos suspeitos, são proibidos de doar.

Vá ao hemocentro mais próximo da sua casa e doe!  Juntos podemos fazer uma grande diferença.

Aqueles que não puderem doar sangue, também podem ajudar incentivando e compartilhando informações seguras sobre a campanha, afinal de contas, cada doação, que dura no máximo 30 minutos, pode ajudar até 4 pessoas que precisem de transfusão de sangue. A doação de sangue é uma ação solidária e um importante exercício de cidadania que pode salvar muitas vidas.

REQUISITOS BÁSICOS PARA DOAR SANGUE:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos (entre 16 e 17 é necessário consentimento do responsável legal);
  • Pesar no mínimo 50kg;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas 24 horas antes da doação;
  • Estar bem alimentado, mas evitar alimentos gordurosos nas 4 horas antes da doação;
  • Apresentar documento de identificação.

 

IMPEDIMENTOS PARA A DOAÇÃO:

  • Febre, diarreia, gripe ou resfriado;
  • Ingestão de bebida alcóolica 12 horas antes da doação;
  • Gravidez;
  • Amamentação, se o parto ocorreu há menos de 12 meses;
  • Tatuagem/maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Exame endoscópio nos últimos 6 meses;
  • Malária, Hepatite, AIDS, Doença de Chagas;
  • Diabetes tipos I e II ou insulinodependentes.
  • Quem teve Covid pode doar 30 dias após o final dos sintomas.
  • Se teve contato com uma pessoa com Covid, poderá doar após 15 dias, desde que não tenha apresentado sintomas.
  • Se apresentou sintomas como coriza, febre, dor de garganta etc. nos últimos 15 dias após o contato, deve aguardar 30 dias.

 

A OGS tem divulgado ao longo do mês diversas notícias sobre a campanha de Junho Vermelho. Fique atento às nossas redes sociais e compartilhe conhecimento. E aí?  #PartiuDoarSangue.

 

Fale agora com nossa equipe de Operação. Desenho de cachorro

Descrição gerada automaticamente
(12)99185.4804 (Rafael)

www.ogssaude.com.br